Quanto custa ter um site profissional?

Quanto custa ter um site profissional

Essa é uma pergunta muito comum e recorrente. O digital está se tornando a realidade cotidiana de grande parte da população mundial. Grandes empresas em todo o mundo estão optando por abrir mão das estruturas físicas para se concentrarem 100% no mundo online.

Mas então, quanto custa ter um site profissional? Para responder essa pergunta, você deve conhecer tudo que é necessário para a criação, todos os serviços que precisamos contratar até mesmo antes de pôr o site no ar.

Por onde começo para ter um site?

Existem dois passos, ou melhor, dois serviços que precisamos contratar antes da construção do site, que são o registro do domínio e a contratação da hospedagem.

O domínio é o endereço do site, aquele que fica no topo do navegador, por exemplo, google.com, g1.globo.com ou tiadobolo.com.br. Esses são endereços ou domínios, que usamos para acessar os seus conteúdos. Os domínios podem ter várias terminações: .com, .com.br, .net, .net.br, .tv, .app, .gov, .ong, .edu, etc. Essa terminação também ajuda a designar o conteúdo do seu site. Por exemplo, as terminações .edu são destinadas a faculdades e universidades.

Existem várias empresas para você fazer a contratação do domínio, mas recomendamos que você utilize o Registro.br, que é o órgão responsável por todos os domínios brasileiros (.br) ou Google Domains, que são domínios registrados diretamente pelo Google.

O valor para o registro dos domínios através do Registro.br é a partir de R$ 40,00 anuais. E você ainda pode ganhar um desconto se registrar por vários anos. Já os domínios do Google Domains variam de valor de acordo com sua classificação. E um dos fatores que caracterizam sua classificação é a quantidade de letras que formam o domínio. Por exemplo, o domínio locadora.game tem um valor praticamente 10x maior do que locadoradofrancisco.game, e podem variar de R$ 40,00 até valores acima dos R$ 1.000,00 anuais.

Até aqui tudo bem? Ok, vamos para o segundo serviço.

O segundo serviço que precisamos contratar é o de hospedagem do site. Resumidamente, a hospedagem é responsável por armazenar os arquivos que compõem o site. Nosso site fica “guardado” em um servidor que deve mantê-lo online 24 horas por dia, 7 dias da semana. Devemos ter bastante atenção em qual hospedagem contratar, porque existem inúmeras dos mais variados preços, serviços e qualidade.

Aqui não é somente o preço que importa, mas também os outros serviços oferecidos e a qualidade. Podemos citar alguns bem conhecidos que anunciam bastante na internet e na tv, como a GoDaddy, Hostgator, Hostinger, Locaweb, etc. Mas nem sempre os mais conhecidos são os melhores.

Como saber qual é o melhor? Ótima pergunta! Nós devemos procurar pelos seguintes pontos:

  • SSL. O SSL é aquele cadeadinho que fica no topo do site mostrando que o site é seguro, que nele você pode navegar à vontade que não correrá riscos de ter seus dados roubados. Muitas hospedagens oferecem o serviço de SSL de forma gratuita, mas existem outros que cobram até um bom dinheiro para você tê-lo em seu site.
  • Emails. A quantidade de contas de email é o segundo ponto que você deve conferir. Algumas hospedagens oferecem de 5 a 10 emails com até 10Gb de armazenamento, que é um ótimo espaço. Enquanto outras divulgam emails “ilimitados”, que é uma propaganda meio enganosa. Você até pode criar inúmeros emails, mas o espaço que será usado por eles é retirado do armazenamento total que o seu site possui.
  • Armazenamento. Já que falamos de armazenamento, esse é o terceiro ponto a verificar. Hoje temos o armazenamento HD, que é o tradicional, e o SSD, que tem um processamento bem mais rápido e ajuda na velocidade de carregamento do seu site. Também há bastante variedade no quesito armazenamento, que varia de 1Gb até “ilimitado”, que na verdade não é ilimitado. O que acontece é que controlam o armazenamento do seu site e à medida que ele vai precisando, o servidor vai liberando mais espaço.
  • Transferência. O limite de transferência também é bem importante, porque ele define a quantidade de dados que podem “circular” entre o seu site e os usuários, ou seja, está ligado diretamente ao número de acessos que o seu site poderá ter. Quando um site alcança seu limite de transferência, nós costumamos dizer que ele “cai”. Isso significa que naquele mês, não importando o dia, ele já chegou no seu limite e somente no próximo mês ele voltará ao ar. Portanto, se você contratar uma hospedagem com um limite de transferência baixa, você pode comprometer tudo.

Qual hospedagem você recomenda? Nós recomendamos nós mesmos! 😉 Sim, possuímos o serviço de hospedagem. Nós criamos e hospedamos seu site ou loja virtual. Prestamos todos os serviços citados anteriormente, como SSL gratuito, 10 contas de email profissional, armazenamento e transferência de até 25Gb. Caso deseje saber mais sobre nossa hospedagem, entre em contato conosco.

Mas se você preferir um outro serviço de hospedagem, podemos indicar a Intelhost que tem ótimos preços e seus serviços se assemelham bastante aos nossos.

Plataformas prontas ou contratar um webdesigner?

Agora que já sabemos do que é necessário antes de construir um site, surge a dúvida: Mas vou precisar mesmo de tudo isso? Não posso só criar um site no Wix?

Essa é a dúvida que leva muita gente ao erro. O Wix, Squarespace, Weebly, Webnode, são construtores de sites do tipo “arrasta e solta”. Eles investem muito na propaganda de que você mesmo pode criar seu site “grátis” e é verdade até certo ponto. O Wix, por exemplo, é gratuito enquanto você exibe sua propaganda e o seu endereço possui .wix.com no final. Para você retirar sua propaganda e ter seu próprio domínio, terá que pagar uma mensalidade.

Mas o que realmente define se você precisa de uma plataforma pronta ou criar seu site independente de plataformas, são seus objetivos. Se você deseja ter apenas um blog, para postar pequenos artigos ou quer apenas fazer um trabalho para conclusão de curso da faculdade de TI, as plataformas no seu plano gratuito são boas pra você. Agora, quando você quer algo mais sério e profissional para sua empresa, ou quer se firmar como autoridade em um determinado nicho, ou precisa de uma solução que vá além do trivial, ter algo fora dessas plataformas é o ideal. Mas pra você “bater o martelo” para o que realmente se encaixa no seu negócio, vejamos os prós e os contras de usar uma plataforma “arrasta e solta” e contratar um webdesigner para a criação do seu site.

Plataformas “arrasta e solta”

PRÓS

  • Tem planos gratuitos;
  • Você mesmo pode fazer seu site;
  • Existem templates que ajudam na construção;
  • Pode-se adicionar extensões como chat, newsletter, marcação de horário, etc.

CONTRAS

  • Domínio próprio somente no plano pago + taxa do domínio;
  • Não possui email corporativo;
  • Você precisa entender o básico de design;
  • Velocidade de carregamento baixa;
  • Não há possibilidade de criação de funcionalidades específicas para sua empresa;
  • O site não é seu, é de propriedade da plataforma. Se você, futuramente desejar retirar o site do Wix, por exemplo, e colocar em outra hospedagem, você não tem a possibilidade de baixar os arquivos. Terá que fazer o site novamente do início.

Contratando um webdesigner

PRÓS

  • Domínio próprio, por exemplo, minhaempresa.com.br;
  • Possibilidade de criação de subdomínios;
  • Hospedagem própria com serviços adicionais;
  • Emails profissionais;
  • Design exclusivo para sua empresa;
  • Maior velocidade de carregamento;
  • SEO para rankeamento no Google*;
  • Maior flexibilidade em todo o site;
  • O site é seu para mudar de hospedagem sempre que achar necessário.

CONTRAS

  • Domínio com taxa anual a partir de R$ 40,00;
  • Hospedagem com taxa anual em média de R$ 199,00;
  • Taxa de criação do site*.

Todos os pontos marcados com * (asterisco) dependem da empresa contratada.

Então, quanto custa um site?

De acordo com tudo que falamos anteriormente podemos resumir o valor de um site com a seguinte fórmula: valor do site = domínio + hospedagem + criação, onde todas essas variáveis irão depender da empresa que você irá contratar. Você poderá contratar cada serviço de forma separada, como também contratar uma empresa que tome conta de tudo para você. E agora que você já tem uma base de quanto custa cada serviço, poderá contestar com mais certidão as propostas de cada uma.

Nossa agência, Daniel Farias Agência Digital, nos responsabilizamos pelos sites de todos os nossos clientes. Registramos o domínio, hospedamos e construímos todos os sites e lojas virtuais desde a elaboração do layout exclusivo, até toda sua programação.

Conheça mais sobre todos os nossos serviços oferecidos nas construções de sites e lojas virtuais.

Esperamos ter ajudado você a tomar a decisão correta para a criação do seu site. Sinta-se à vontade em tirar suas dúvidas conosco preenchendo o formulário abaixo ou acessando nossa página de contato. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima